Cyberbullying

Cyberbullying – a violência virtual que afeta a vida real

CyberBullying

O cyberbullying é uma forma de violência que acontece no ciberespaço. A vítima recebe mensagens ameaçadoras, conteúdos difamatórios, imagens obscenas, palavras maldosas e cruéis, insultos, ofensas, extorsão etc., e tudo isso pode alcançar milhões de pessoas em questão de segundos. Crianças e adolescentes podem usar celulares, câmeras fotográficas, Internet e redes sociais (como Facebook, Orkut e etc.) para divulgar conteúdos que ofendem, humilham e ameaçam as outras com fotos, vídeos ou comentários violentos, causando vergonha e intimidação.

QUAIS AS FORMAS MAIS COMUNS DE CYBERBULLYING?

O cyberbullying pode assumir muitas formas. No entanto, existem nove formas que são as mais comuns:
1. Injúria: enviar repetidamente e-mail, scrap ou mensagem para uma pessoa dizendo que ela é “imbecil, asquerosa, nojenta”.
2. Difamação: enviar repetidamente e-mail, scrap ou mensagem para várias pessoas dizendo que “fulano é burro porque foi mal na prova”.
3. Ofensa: enviar mensagens eletrônicas repetidamente com linguagem vulgar.
4. Falsa identidade: fazer-se passar por outra pessoa para obter vantagem ou por ato ilícito.
5. Calúnia: publicar uma mensagem na comunidade virtual da escola dizendo “fulano roubou minha carteira”.
6. Ameaça: enviar repetidamente mensagens que incluem ameaças de danos físicos, fazendo a vítima temer por sua segurança.
7. Racismo: preconceito ou discriminação em relação a indivíduos considerados de outra raça.
8. Constrangimento ilegal: perseguição; pudor que sente quem foi desrespeitado ou exposto a algo indesejável.
9. Incitação ao suicídio: instigar, impelir, suscitar alguém a dar a morte a si mesmo.

 

VOCÊ SABE QUAIS SÃO AS CARACTERÍSTICAS DO CYBERBULLYING?

O cyberbullying tem algumas características bastante peculiares que são:
1. Anonimato: O agressor é muitas vezes anônimo. A vítima fica se perguntando quem é o cyberbully, o que pode causar um grande estresse.
2. Acessibilidade: Há geralmente um período padrão de tempo durante o qual os agressores têm acesso a suas vítimas. Os cyberbullies podem causar sofrimento a qualquer hora do dia ou da noite.
3. Medos de punição: Muitas vezes as vítimas do cyberbullying não denunciam por medo de represálias de seus agressores e medo de que seus privilégios relativos ao computador ou telefone lhes sejam tirados. Geralmente as respostas dos adultos para cyberbullying são tirar o celular e o computador de uma vítima, que em seu entendimento pode ser visto como punição.
4. Espectadores: O fenômeno de ser um espectador no mundo cibernético é diferente na medida em que se pode receber e transmitir e-mails, páginas da Web, imagens etc. O número de espectadores no mundo cibernético pode chegar a milhões.
5. Desinibição: O anonimato proporcionado pela internet pode levar os jovens a ter comportamentos que não podem realizar face a face. Ironicamente, é o seu próprio anonimato que permite a alguns indivíduos intimidar outros.

 

>>> Clique aqui para saber o que fazer quando estiver sofrendo cyberbullying

 

Fonte: “Cyberbullying: Difamação na velocidade da luz”
Aloma Felizardo - Willem Books 2010 • www.safernet.org.br

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *